Os fracos não têm vez

24 abr

Série: The Good Wife
Episódio: #20 – Pants on Fire
Temporada: 
Canal de Exibição: CBS
Spoilers: Sim
Estrelas:  5 em 5 e mais um sorriso: =)

O que dizer do melhor episódio da terceira temporada até agora? Em The Good Wife, os fracos não têm vez.

Pants on Fire traz tantas novidades que me deixaram zonza. Os fãs foram justamente recompensados após o hiatus da série. Drama, jogos políticos e um ótimo caso no júri fazem parte do enredo do 20º episódio da série.

Tudo começa exatamente de onde parou, Alicia se encontrando com a sogra, Jackie, para impedi-la de comprar a casa em que morou com Peter e as crianças. Em uma cena célebre, ela declara que fará Jackie reverter a decisão, pois “Sou advogada. Você verá”. A evolução de Alicia é notável na série, de vítima à … advogada.

No desenrolar do episódio, Alicia se aproxima de Peter, alegando que o ex-marido precisa impedir a mãe de comprar a casa. E é isto o que acontece, de modo incisivo Peter ameaça a mãe para que ela desista da idéia. No entanto, o plano quase perfeito é frustrado quando Jackie tem um infarto e vai para o hospital. A primeira a saber da internação é justamente Alicia, e Jackie faz questão de ‘perdoá-la’ antes do filho se arrepender de tê-la tratado daquele modo. Genial!

Drama: confere. Próximo tópico: jogos políticos.

O novo malvado-preferido  Mike/Matthew Perry (e ainda mais intragável que Childs) reaparece neste episódio para o shock valeu da temporada. Peter ganhou um adversário na corrida para Governador. Mike lança sua candidatura em meio a mentiras que atingem Alicia. Esta, bem das espertas e com um sorrateiro sentimento de vingança, decide apoiar o ex-marido. O quadro está pronto. Na última cena do episódio estão lá Peter e Alicia, juntos, no lançamento da candidatura do procurador do Estado para Governador. Genial!

Terceiro e último ponto: um ótimo caso no júri.

Após cinco anos presas, acusadas de matar uma colega em um acampamento, três garotas têm a chance de serem soltas porque foi descoberto um problema no laboratório que analisou o DNA das moças. A procuradoria oferece um ‘acordo de culpa’, ou seja, elas assumem a culpa e são soltas pois se considera que a punição já foi cumprida, ou aguardam a verificação de provas para reabrir o caso, investigá-lo novamente e comprovar que tudo não passou de um erro. Nessa, elas recebem indenização de $10 milhões.

Kalinda vai, Kalinda vem, descobre-se que apenas uma das meninas é culpada. O final disso tudo é um diálogo incrível entre Diane, Alicia e a advogada da garota culpada. Genial!

E chega, até o próximo!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: