A verdade seja dita

23 abr

Série: Smash
Episódio: #11 – “The Movie Star”
Temporada: 1ª
Exibido em: 16/04/2012
Canal de Exibição: NBC
Spoilers: Sim
Estrelas: 4 em 5

A competição para o papel de Marilyn Monroe aparentemente acabou desde a entrada da estrela de cinema Rebecca Duval no projeto. Com o fim temporário dessa disputa, outras entram em evidência, como quem é o personagem mais chato e desnecessário da série. Está difícil de decidir entre o filho da Julia e Dev, o namorado de Karen.

The Movie Star tinha tudo para ser mais um episódio morno, porém Uma Thurman provou a grande atriz que é e arrasou como a diva cinematográfica Rebecca. É precoce escolher entre amá-la ou odiá-la, mas algo me diz que mesmo insuportável e errada para o papel, vai ser incrível acompanhar os próximos episódios com ela. Diferente de Ellis, pseudo-vilão nojento e chato. Só que as máscaras começam a cair Smash. Finalmente!

Rebecca Duval anda confiante, se veste no melhor da moda e é uma ótima atriz, mas não consegue cantar, detalhe complicado para alguém envolvido em um musical. A loira também está decidida a mudar várias essências do projeto o que resulta em muita dor de cabeça e momentos cômicos. Só que quando você está pronto para pegar aquela birra do personagem, ela dá um show de estratégia e profissionalismo. Além de executar um bom número ao som da original “Dig Deep”, mesmo com a cantoria inferior às concorrentes Karen e Ivy. Essas duas últimas que se mantêm em uma amizade estranha, porém melhor do que a dor de cotovelo.

No mundo sem tanto glamour, Julia e Frank continuam com problemas que afetam o filho aborrecente. Mantenho meu ressentimento com a saída de Michael, o melhor desse drama, porém tenho que entregar para o casal a melhor cena do episódio. Julia lavando roupa suja, e sem chororô, na sala da diretora foi uma esperança para a personagem.

Eileen continua de namorico com Max, mesmo após descobrir que ele pode ser um trambiqueiro. É que o moço abriu o jogo sobre quem é para a produtora. E é um bonitão charmoso!

As doses de verdade continuam com a máscara de Ellis caindo. O insuportável estava enganando o produtor de Rebecca, porém foi pego no pulo por não olhar direito com quem estava falando no celular. Pela cara da vítima, isso não vai ficar barato. Graças a Deus!

O esperado encontro entre Tom e Sam foi interessante, mas o rumo que tomaram com toda a discussão de Deus, celibato e falta de compromisso ainda me deixa na dúvida se é uma boa abordagem para o casal. Esperemos os próximos passos.

Quanto ao pior do episódio, tiro o meu chapéu e dou na cara do maluco que resolveu colocar o Derek vendo a Karen de Marilyn. Essa semana ampliaram o besteirol para a “fantasia” cantar. Internem o cara de uma vez, algo claramente está errado.

O próximo episódio se chama “Publicity” e teremos mais Rebecca, só que enfiando a Karen em enrascada! Segue a promo:

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: