Sobre demônios e pontas soltas

26 mar

Série: Supernatural
Episódio: #17 – The Born-Again Identity
Temporada: 7ª
Exibido em: 23/03/2012
Canal de Exibição: CW
Spoilers: Sim
Estrelas:  3,5 em 5

Depois de uma sequencia triste de episódios fraquíssimos, o episódio desta sexta feira (23) de Supernatural foi acima da média que temos acompanhado. Ainda acho perigoso fazer grandes apostas na temporada, mas, por quarenta minutos, assistir Supernatural não foi apenas um vazio sem fim.

O episódio que envolve possessões demoníacas, o retorno de Castiel e da Meg vem com cara de saudade e mal fala de Leviatãs. O que eu achei ótimo!

Outro ponto forte foi o retorno e desfecho de uma ponta solta há cerca de duas temporadas: a insanidade de Sam. Tudo isso, junto, resulta num episódio razoável. Que ainda fica bem aquém dos tempos áureos da série, mas dá pro gasto.

O episódio começa com Sam internado em um hospício, onde foi parar depois de surtar por não conseguir há alguns dias. A voz de Lucifer (Mark Pellegrino) atormenta o meninão, que surta. Estando no hospício, Dean sai em busca de uma forma de isolar a voz dentro da cabeça do irmão, através de feitiçaria, magia, tecnologia, ou coisas que você só vê em Supernatural.

Durante a busca Dean ouve sobre um curandeiro excelente, que traz o nome de Emanuel. Quando o irmão bonitão encontra o tal curandeiro, é claro, que na verdade é o Castiel (Misha Collin), que esqueceu do passado depois de todo o trauma dos Leviatãs terem explodido a barriga dele (Sim, é Supernatural).

No caminho até levar o anjo com amnésia até o hospital Dean encontra ainda a Meg (demônia já conhecida pelos fãs da série por aparecer bastante nas primeiras temporadas) juntos, os três, seguem firme para tentar curar a cabeça do irmão de Dean.

Nesse meio tempo, é claro, Emanuel lembra que, na verdade, é Castiel, um dos anjos mais temidos e poderosos do céu. Com isso o anjo mata todos os demônios no caminho e conseguem chegar ao quarto de Sam.

Feito isso, o anjo descobre que não conseguirá tirar o demônio de dentro da cabeça do meninão, mas sugere uma troca de corpos.

A principio, achei essa solução bem fraca, mas depois, pensando melhor, achei na verdade bem legal. Agora, Lucifer (tecnicamente anjo caído e irmão de Castiel) ficará na cabeça dele, atormentando-o.

O episódio acaba com o Castiel no manicômio sofrendo a mesma tormenta sem fim de Sam.

De fato, o personagem de Castiel supera, de longe, a saga dos dois irmãos. O personagem é melhor construído vem com grandes responsabilidades, grandes erros e criou um caminho complexo e cheia de ambiguidades.

Havia lido que o personagem não seria constante nos episódios, e isso é uma grande pena, claro. Ao que tudo indica, ele participará de quatro ou cinco episódios, provavelmente, os últimos da temporada

E esse final de semana vem com outro episódio (Party On, Garth), do lado de cá, só  dos dedos cruzados por dias melhores para série.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: