One Tree Hill desidrata! Cuidado!

24 mar

Série: One Tree Hill
Episódio: 10 e 11 –  Hardcore Will Never Die, But You Will e Danny Boy
Temporada: 9ª
Canal de Exibição: CW
Spoilers: Sim T___T
Estrelas: UM MILHÃO em 5 (se isso é possível rs)

Antes de tudo gostaria de humildemente pedir perdão a todos vocês pelo eterno atraso nas reviews. Mas, parafraseando meu amigo Rafael Pelvini – que por sua vez parafraseou Olga Benário -, estou grávida de Luiz Carlos Prestes e este bebê se chama Projeto Experimental, em outras palavras, estou enfrentando o terror do TCC. Mas juro que vou me esforçar pra deixar tudo em dia.

Como semana passada acabei não fazendo a review de One Tree Hill, vou fazer um breve resumo antes de partir para a lindeza absoluta que foi o “Danny Boy”. Na semana passada todos aqueles “climões” do primeiro episódio terminaram. Dan, que estava brincando de Liam Neeson em “Busca Implacável” (que ele vai até o inferno atrás da filha sequestrada), finalmente encontrou Nathan. No melhor estilo Sylvester Stallone encontra Arnold Schwarzenegger, entrou no galpão repleto de capangas armados e matou um a um. Conseguiu salvar Nathan, mas acabou baleado.

Brooke é perseguida por Xavier que tenta estuprá-la. Assim como na outra vez, ela desceu o cacete nele, e acabou sendo salva graças à dona do café concorrente. O episódio terminou com a Haley❤ atendendo ao telefone que provavelmente era do Julian dizendo que estava levando Dan e Nathan ao hospital. E foi isso que aconteceu. Agora vamos espetacular episódio dessa semana.

Qualquer episódio que comece no climão ao som de Florence + The Machine já merece aplausos de 1 hora. “Danny Boy” começa com Julian dirigindo uma viatura com Nathan e Dan no banco de trás. A cena é embalada pela belíssima “Never Let Me Go” da Florence❤ E o Mark já nos prepara para um verdadeiro banho de lágrimas que está por vir.

Antes da exibição, ele já havia dito que este seria um dos melhores episódios da temporada. E ele estava corretíssimo. Vamos dar o mérito do episódio a excelente atuação de Paul Johansson. O ator construiu ao longo de 9 temporadas um vilão que conseguiu passar por todas as fases possíveis. Dan Scott sempre foi um personagem odiado, não só pelos outros personagens, mas por todos os fãs que acompanham a série desde o piloto. Desumano, sem coração, sem escrúpulos, assassinou o próprio irmão a sangue frio, abandonou a ex-namorada grávida, forçou o filho em todas as situações possíveis, enfim, é um cara mau pra caramba. Contudo, desde que se entregou a polícia, vem buscando sua redenção, principalmente devido aos netos Lydia e Jamie.

Dan esteve presente na vida de todos os entes queridos desde que embarcou nesse lance de ter uma nova vida. Ele salvou Jamie das garras da maluca da babá Carrie, livrou Nathan da vadia Renée que fingia estar grávida dele, colocou Clay nos eixos, fez a Quinn desistir de matar a louca que se passava por Sarah, e agora salvou a vida de Nathan. Ok, mereceu a redenção depois de ser tão Rocky Balboa assim *_*

Mark voltou com o que sabe fazer de melhor, drama, para a honra e glória do nosso senhor Jesus, amém. Ao longo de nove temporadas, sempre desejei a morte do Dan, mas definitivamente não estava pronto para este episódio. Partiu meu coração, sofri, chorei, chorei e quando achei que já estava desidratado chorei ainda mais. É claro que nunca irei perdoa-lo por ter matado o Keith❤

Dito tudo isso sobre o Dan, vamos ao final feliz da diva Bethany Joy Galeotti, que segurou a nona temporada inteira nas costas. Com uma excelente atuação, a belíssima que interpreta Haley chega desesperada no hospital e encontra Nathan – pausa para chorar mais um pouco -, “Hi Hales” “say again” “Hi Hales”, foram as primeiras palavras trocadas pelo casal após tanto tempo de desespero enquanto Nathan estava nas mãos dos sequestradores. Meus olhos pesam de lembrar. Ela corre até ele e eles se beijam, se abraçam, foi uma cena belíssima.

Brooke❤❤❤ se deparou com o pai a sua porta. Brooke nunca teve boas experiências com o pai, e sempre se sentiu vazia por isso. Ele diz a ela que passou para averiguar que ela estava bem, passam o dia de pai e filha que ela sempre quis, mas no fim das contas tudo não passava de uma tática para convencê-la a vender a marca Baker Boy. Brooke fica furiosa com isso e expulsa o pai de casa. Claro que ela fica desolada. Mas felizmente, ela tem o Julian, que está sempre lá para socorrê-la e fazê-la se sentir melhor. Ele faz uma bela declaração.

Clay❤ foi até Logan❤❤❤ o filho de seis anos que ele simplesmente apagou da memória após a morte da esposa, Sarah. Logan está triste e não quer saber de Clay. Este diz a Logan que estava doente e triste e que se perdeu por muitos anos. Logan diz a ele que tem medo que Clay volte a ser sonâmbulo, Clay então diz: “eu não estava vagando por ai, estava procurando algo, e finalmente encontrei você” – MEUS OLHOS ARDEM SÓ DE LEMBRAR, FOI LIND’EMAIS  *__*. Clay leva Logan para conhecer a Quinnlicious. Esse menininho é tão fofinho que eu quase vomito um panda surfista de arco-íris.

Agora vamos por favor falar DA MELHOR CENA do episódio, talvez da série. Nathan vai se despedir do pai, eles são transportados para a quadra River Court. Nathan questiona as atitudes do pai, e ele explica os motivos – idiotas claro – que o levaram a matar Keith e ser tão duro como ser humano. Ele chora, a gente mais ainda, ele diz que ama Nathan e pede perdão. Nathan diz que embora ele tenha sido um monstro, ainda o ama, por tudo que fez a família. Os dois decidem jogar basquete – na imaginação de Dan, claro -, e o coração dele para. R.I.P DAN =/

Ai começa a tocar “Us Against The World” do Coldplay. Fala sério, a primeira vez que ouvi essa música chorei pra caramba, ouvi-la nesta situação é a pior coisa que poderia ter acontecido. Dan encontra Keith. Keith o leva até o corredor na Tree Hill High, onde aconteceu o fatídico assassinato na quarta temporada, Dan pede perdão a Keith, Keith o perdoa. Keith leva Dan até a sala onde a família está se despedindo de seu corpo, tristes, chorando. E então vão caminhando diante da luz. “Você vai pro céu, mas e eu?” pergunta Dan a Keith, “calma maninho, você é meu convidado”. E então o episódio acaba. Cara, ainda estou chorando. Cansei de chorar com Coldplay nessa vida. Chris Martin me deve litros e litros de lágrimas de volta. I WANT MY TEARS BACK YOU BITCH. Mas a cena foi linda, o episódio foi sensacional, muito bem estruturado, com excelentes atuações, bem dirigido, longe daquele dramalhão todo. Algo que só a Shonda Rhimes saberia fazer e Mark fez com louvor.

E para uma, talvez última, homenagem que Mark possa fazer aos fãs e a série, Julian diz que irá produzir uma série inspirada no livro do Lucas, que contará a história dos personagens de Tree Hill.

Não assisti “Dawson’s Creek”, a outra série do Mark, mas a apenas dois episódios do final, eu sei o que os fãs de Dawson sentiram. Meu coração já começa a latejar de dor. Não me sinto preparado para dizer adeus a esses personagens. Em tempo, o episódio dedicado a mãe do Paul, Joanne Leone Johansson, que faleceu enquanto ele gravava a cena final com Keith. TODOS CHORA! R.I.P MÃE DO PAUL =/

Hardcore Will Never Die, But You Will

8 Respostas to “One Tree Hill desidrata! Cuidado!”

  1. Laura 24 de março de 2012 às 20:48 #

    desidratação total…. melhor de todos os episódios da temporada!!!! e to chorando mais ainda pq vai acaba…buaaaaa

  2. lii 25 de março de 2012 às 14:21 #

    Nossa ótima sua escrita….acabei de assistir essa cena…a gente se apega tanto a assistir …levei 5 meses em todas as temporadas e aprendi mto…..poderia durar mais e mais….mas td q é bom acaba!!!bom gosto pra nos kkkkk

    • brayantagliaridemarchi 14 de maio de 2013 às 11:05 #

      Concordo plenamente, podia durar mais e mais, faz mais de 1 ano que acabou o seriado e eu to aqui tb, comovido com a história toda, one three hill soube ser um seriado com boas musicas, e que envolvia todos os sentimentos possíveis. Tudo q eh bom tem tempo, infelizmente o seriado acabou mas ficam as memórias, músicas, lições de vida e aprendizado. Melhor seriado do mundo

  3. valeria 26 de setembro de 2012 às 13:52 #

    po fiquei super triste pela morte do pai do neith, eles viviam brigando mais pelomenos o pai dele tava la do lado, não era pra ser assim o final ne mesmo. pena q acabou, buabua

  4. rhayre 26 de setembro de 2012 às 18:30 #

    Muito comovente adoroooooo, mas, ainda falta o pq do lucas ter ido embora. A verdade que faz muito mais sentido quando os irmãos realmente estão interagindo.

  5. erika da silva martins 9 de fevereiro de 2013 às 15:48 #

    despedida de tree hill jamaisvou conseguir então por isso tenho comigo guardado como tesouro as 9 temporadas do mas e melhor seria que eu possa ja ter assistido e dentrodo meu coraçao e em situaçoe da minha vida estaram comigo sempre toddos os personagens que fizeram com que me apaixonanasse incondicionalmente por esta obra onne tree hill… nathan,hales,peyton,brook,lucas.lulian,marvin,mili,quini,jamie,danny scott,,karen,keif,enfim levarei todos comigo e esse lindo trabalho feito com tanta dedicaçao e amor pelos atores levo comigo guardado com muito amor e carinho todos de tree hill fim…………………

  6. Paula 8 de fevereiro de 2015 às 15:24 #

    Bom demais! Qdo achei que ja tinha chorado tudo, vi que o episódio foi uma homenagem a mae de Paul. . . Chorei mais ainda!

  7. Carla 18 de abril de 2015 às 09:27 #

    Gostaria muito que esta série voltasse a ser gravada novamente. O autor da série é excelente. Os textos excelentes. Os atores e personagens então, nem se fala. Uma série como poucas diante de tantas ruins. De verdade o autor devia pensar em trazer de volta esta série…….
    Amo muito!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: