Seis em Cinco

12 mar

Série: The Walking Dead
Episódio: #12 Better Angels
Temporada: 2ª
Canal de exibição: AMC
Data de exibição: 11/03/2012
Spoilers: SIM
Estrelas: 6 (!) em 5

E lá vou tentar fazer algo que usualmente evito fazer: enaltecer uma série de forma apaixonada, fingindo que seus pequenos ou grandes defeitos não existem. O penúltimo episódio da segunda temporada de The Walking Dead foi tão épico – jesus, eles não me deixam mais respirar! – e, diferente do que eu pensava, eles deixaram para este episódio o melhor cliffhanger da série até agora e, além de assassinar um dos personagens principais, também nos remete ao melhor e mais maneiro motivo pelo qual assistimos The Walking Dead: ZUMBIS! Tô me mordendo pela season finale.

Que The Walking Dead  tem as melhores cenas iniciais, sempre encaixando direitinho com o tema de abertura, eu já sabia: uma das minhas cenas favoritas, dos flashbacks de Shane indo ao hospital salvar Rick, ou dele e Lori vendo a cidade explodir em apocalipse, são assim. Neste Better Angels, porém, alterna-se entre a morte de zumbis e um discurso politicamente correto – óbvio – mas surpreendentemente adequado proferido por Rick (uma boa surpresa, para um personagem correto que vinha causando irritação justamente por isso). Edição rápida, impressão de urgência, trilha de coração suspenso, roteiro bem escrito: estamos diante de um grande episódio.

Walking Dead veio com uma temporada um tanto quanto arrastada e com probleminhas de produção e corte de custos; a alternativa de parar o grupo num local só causou total estranhamento – a temporada anterior foi uma correria – mas há de se pensar que esta segunda temporada tem o dobro de episódios da primeira: é justificável que tudo pareça mais lento e, de certa forma, mais mastigadinho. Até aqui, no entanto, temos o elemento surpresa dos roteiristas enquanto adaptação da HQ: a introdução interessante do conceito “morto que não é morto nas mãos de zumbi também é zumbi” é característica chave do gibi; enquanto a morte de Dale foi bem antecipada, já que o personagem dura muito mais tempo nos quadrinhos.

Quanto aos meus enganos: eu disse que a trupe de Randall daria às caras até o fim da temporada e me enganei – o que teremos é muito zumbi e tiros e mortes para todos os cantos; também disse que nada demais aconteceria nesse episódio, servindo como respiro após o anterior – mas tivemos uma boa correria, um plano malévolo de Shane e uma cena final pra lá de, hum, foda. Pronto, usei o famigerado palavrão para definir o que sinto: e, deus, tudo bem. Faz tempo que não fico tão empolgado com uma série.

Foda, no entanto, é a promo do season finale: morram comigo enquanto assistem, e a gente se vê na semana que vem.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: