As difíceis escolhas humanas

3 mar

Série: One Tree Hill
Episódio: # 08 – A Rush of Blood To The Head
Temporada:
Exibido em: 29/02/2012
Canal de Exibição: CW
Spoilers: Quase nada
Estrelas: 5 em 5

 

Se você me pedir para descrever o último episódio de One Tree Hill em uma única palavra, sem dúvida seria: épico. Intitulado de “A Rush of Blood To The Head”, o episódio de número oito da nona e derradeira temporada da série criada por Mark Schawn foi um verdadeiro soco no estômago.

Logo nos primeiros 15 minutos, Haley recebe uma ligação dizendo que encontraram um corpo boiando no rio, que poderia ser de Nathan, e que ela teria de ir identificar. É impossível não se sentir apreensivo e sentir a dor e desespero sentido por Haley do momento que ela atende o telefone ao momento que ela chega ao necrotério. Mais uma vez, ficam os créditos para a brilhante atuação de Bethany Joy Galeotti, que está cada vez mais convincente. E nós sofremos com ela, choramos com ela, sentimos sua dor, seu desespero. As expressões faciais da atriz são tão verdadeiras, que é impossível não compartilhar da situação. É como se fosse alguém da própria família. Bethany fez um trabalho espetacular e conseguiu com louvor nos fazer sentir tudo o que Haley sentia naquele momento.

Brooke ainda está lidando com seu agressor que, mesmo depois de seu discurso de como seria errado libertá-lo em condicional, está vagando novamente pelas ruas de Tree Hill. De certa forma, perdoamos Dan pelo assassinato de Keith. Foi uma patifaria o que ele fez, merecia apodrecer na cadeia, mas pagou pelo crime e parece disposto a defender a família a todo custo. É inevitável não debandar um pouquinho que seja para o “Team Dan”, contudo, a situação da Brooke é diferente. Ele a espancou, roubou a Clothes Over Bros, depois assassinou o Quentin e ainda não satisfeito sequestrou a filha adotiva da Brooke. Um canalha que sem dúvida alguma merecia apodrecer na cadeia. Mas, como em todos os lugares, a justiça é sempre falha e cega, lá está o assassino de volta as ruas, em busca de sua redenção. Mas como Dan disse: “não existe redenção para assassinos”, por isso é impossível que a Brooke vá perdoá-lo em algum momento da vida.

Clay ainda está passando pela reabilitação. Tivemos novamente a presença do garotinho que faz qualquer pessoa vomitar um milhão de arco-íris neste universo, e que está ajudando Clay aceitar que precisa ser tratado. A cena de lembrança de Clay foi dolorosa, triste, mas reveladora. Talvez o momento mais chocante do episódio. Eu esperava algo do tipo, mas não da maneira que aconteceu. Mãos na boca, pela surpresa e puro desespero para descobrir qual atitude o Clay irá tomar. Por mais que o desejo de quem assiste seja um, temos que lembrar que estão retratando uma pessoa humana de verdade, propicia a erros, decisões difíceis e que nem sempre corretas. É exatamente isso que devemos esperar do personagem nos próximos episódios. Revirar o passado nem sempre é fácil.

Este episódio foi sobre escolhas difíceis. Sobre como as pessoas reagem quando são colocadas a prova. Como elas reagem quando entes amados são machucados ou magoados. Nos faz ter uma reflexão, tentar ter a perspectiva do personagem, e se perguntar: Será que eu não faria o mesmo? Como quando Chase descobre que Chuck é agredido pelo pai e toma uma decisão extrema, que com certeza foi movida pela raiva, ódio e indignação. Não é exatamente assim que nos sentimos quando vemos aquelas noticias de babás que maltratam crianças? Idosos? De jovens assassinados pelos ex-namorados, pais assassinados pelos filhos? O mundo está de ponta cabeça e a cada situação que somos expostos, esta raiva é despertada. Vai de você guardá-la ou libertá-la.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: