O que você perdeu em: One Tree Hill

14 fev


“One Tree Hill” é uma série de grande sucesso exibida as quartas pela CW, e foi criada em 2003 por Marc Schwahn. Pensada inicialmente para ser um longa metragem (que se chamaria “Ravens”, nome do time de basquete da escola local), “One Tree Hill” chega a sua nona e derradeira temporada colecionando sucessos, altos, baixos, acertos e erros.

Quando começou, a história base da série girava em torno de dois meio-irmãos. Lucas Scott, interpretado por Chad Michael Murray, um jovem de 16 anos criado pela mãe, Karen (Moira Kelly), e Nathan Scott (James Lafferty), cujo pai Dan (Paul Johansson), esperava apenas que o filho tivesse uma vida próspera no basquete. Os dois irmãos não tinham nada em comum, além da paixão pelo esporte e pela bela e problemática Peyton Sawyer (a linda Hilarie Burton). Pronto, essa era a história base do começo de “One Tree Hill”, contudo, enganou-se muito quem pensou que se trataria de mais um drama televisivo adolescente. “One Tree Hill” foi além e mostrou seu potencial já no terceiro episódio. Cheia de reviravoltas, dramas envolventes, citações e uma trilha sonora de fazer inveja, a série foi aos poucos ganhando espaço na grade televisiva e nos corações de quem assistia.

O mais interessante de analisar em “One Tree Hill” são os seus desfechos. A quarta temporada foi considera o final do primeiro ciclo na série. Os personagens se formam e cada um tem seu happy ending. Contudo, depois da renovação, a série ganhou novos ares, novos dramas e mudou completamente seu foco. O segundo ciclo se encerrou na sexta temporada com a saída de Chad e Hilarie (Lucas e Peyton). A sétima temporada apresentou novos personagens e deu mais espaço para alguns que já brilhavam, brilharem ainda mais, como é o caso das divas Brooke (Sophia Bush) e Haley (Bethany Joy Galeotti). Em 2011, Marc nos presenteou com a espetacular oitava temporada e então, com mais um, e talvez o mais emocionante “series finale”.

Após algum choro e desespero, a CW decidiu presentear os fãs com mais 13 episódios de uma, até então desacreditada, nona temporada. A temporada já começou com os dois pés no peito do tele espectador. Brooke destruindo um café, Julian (seu marido) apanhando gratuitamente sem explicação aparente, Chase (personagem que entra na quarta temporada, como namorado da Brooke) está sendo preso, a casa de Dan está pegando fogo e Haley adentra um IML para reconhecer um corpo. Em apenas alguns segundos o espectador fica com uma única coisa na cabeça: ????????????????????????????????????????????

E com a mesma garra e firmeza, Marc desenrola o drama da última temporada de “One Tree Hill” e já vai deixando saudades. Se você gosta de séries com um enredo bem amarradinho, personagens que acabam se tornando parte da sua família de tão queridos e uma trilha sonora impecável, não perca tempo e assista “One Tree Hill” assim que puder. Confiem em mim, não haverá arrependimentos.

Em tempo: Vale a pena dizer que o nome “One Tree Hill” é inspirado no álbum “The Joshua Tree” do U2.

Uma resposta to “O que você perdeu em: One Tree Hill”

  1. Luis Eduardo Ferreira 17 de fevereiro de 2012 às 17:34 #

    AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH MARAVILHOSO, EU AMO, AMO CADA TEMPORADA, CADA SEGUNDO DESSE SERIADO!!!!!!!!!

    MANDOU BEM LEMBRANDO DOS CICLOS❤

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: