Sobre Chávez, vitórias e erros

20 abr

Série: The Good Wife
Episódio: #20 – Wrongful Termination
Temporada:
Exibido em: 15/04/2011
Canal de Exibição: CBS
Spoilers: SIM, cuidado
Estrelas: 4 em 5

Sabe aquele fim de arrepiar? É o que me motiva sempre a continuar assistindo The Good Wife.

Wrongful Termination já prediz o que podemos esperar do capítulo. A tradução em português, menos óbvia, é demissão injusta. Mas a menção a um final ‘errado’ faz mais sentido.

Antes do fim abalador, deixe-me comentar sobre este episódio.

Há algum tempo os casos paralelos de The Good Wife têm perdido a força. Este episódio é um destes exemplos. Um caso morno, difícil de ser compreendido e com reviravoltas que já não chocam mais.

Tentarei explicar por cima, mas já fica o aviso de que eu não manjo muito sobre direito americano e nem sempre é fácil entender todos esses trâmites. Eis que Alicia, Diane e Will estão representando uma construtora sediada na Venezuela. Após o término de uma das obras, a empresa contratante não pagou corretamente a construtora. Agora, esta quer seu pagamento.

Nesse momento, do nada, surge um tal ator famoso que será o advogado do presidente Venezuelano Hugo Chávez, que acaba de nacionalizar a obra e, portanto, tem direitos sobre ela.

Os roteiristas deixam bem claro sua opinião em relação ao líder venezuelano neste episódio. Não perdem a chance de chamá-lo de ditador e fazê-lo parecer um babaca. Muitas são as frases que fazem menção a isso, principalmente vindo de Will: “Temos um ditador como cliente”. Há ainda uma cena em que a empresa representada por Lockhart&Gardner é acusada de ir contra os direitos humanos, Chávez aparece então mencionando que ele havia recebido um prêmio de direitos humanos concedido pelo coronel Gaddaffi, fazendo uma alusão ao ditador da Líbia, Muammar Gaddafi. Sarcástico, no mínimo.

Enfim, com a nacionalização da obra, os interesses da Venezuela e da empresa representada por Will e Diane se juntam contra a contratante do serviço. Durante a negociação, descobre-se que o objetivo de Chávez no caso é obter um mapa com as demarcações de minas de petróleo no país, que esta em posse da contratante. Will e Diane fazem um acordo com o presidente Venezuelano para que o dinheiro devido a empresa seja depositado na conta do cliente deles e, com isso, Chávez possa continuar com seu processo pela posse do mapa da mina.

Em outra sala do escritório de Lockhart&Gardner está Alicia Florrick, que recebeu uma tarde de licença quando o presidente do Comitê Democrático pedi para que Diane assim o faça. O objetivo: forçar Alicia a dar uma entrevista pública sobre Peter, já que o marido de Wendy Scott-Carr fez o mesmo e conseguiu alguns pontos para a candidata.

Objetivo alcançado. Alicia percebe a importância da jogada política ao saber da interferência do comitê democrático e concede a entrevista a uma rede de TV. Enquanto entrevistada, e sempre se portando com dignidade frente às questões sobre o adultério, Will está no escritório a assistindo e suspirando.

Detalhe importante: a todo o momento, durante o episódio, Wiley, o detetive da procuradoria, tenta falar com Alicia sobre o depoimento de Blake que está incompleto. Dada esta informação, vamos para os momentos finais!

Em uma grande festa, Peter Florrick é eleito o próximo procurador de Chicago. Todos comemoram, enquanto Alicia está sozinha no escritório bebendo uma taça de champagne. Wiley aparece então a sua procura, já que não conseguia contato por telefone. Ele dá a noticia de que não havia nada errado com o depoimento de Blake, no entanto, existe um boato de que Peter Florrick tenha dormido com uma colega de trabalho e que, após pesquisar, Wiley não descobriu quem é essa pessoa, porque ela simplesmente não existe em local algum. O nome dela: Leela. Para Alicia, a associação é imediata. Só uma pessoa era chamada de Leela por Blake: Kalinda.

Em um penúltimo episódio que não deixa nada a perder para um season finale, resta a expectativa ainda maior para o fim da temporada.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: