Agora vai, espero!

5 mar

Série: Criminal Minds: Suspect Behavior
Episódio: #03 –See no evil
Temporada:
Canal de Exibição: CBS
Estrelas: 4 em 5

O meu último review de Criminal Minds: Suspect Behavior não foi muito positivo, mas esperançoso. Como fã incondicional da série original e da equipe do agente Hotchner, acreditava, e ainda acredito, que assim que nos acostumarmos com os novos personagens desse spin-off e não encararmos cada agente como uma possível imitação – ou ameaça- ao outro time, a série vai ser bem estimada.

Os casos já são muito bons, então meio caminho está dado. E o dessa semana foi excelente. A equipe do agente Sam Cooper (sem buscas no IMDB aqui, orgulho!) tenta desvendar o caso de um ‘anjo da morte’, ou da ‘salvação’, depende do ponto de vista e grau de demência de cada um. Mais uma vez focado em uma psicopata mulher, o episódio traz assassinatos criativos, uma boa vilã e os primeiros passos rumo à simpatia dos personagens.

Em detalhes, quando um corpo é encontrado em estacionamento com os olhos arrancados, a equipe de Cooper é chamada para resolver o caso. Ao que tudo indica, alguém está muito insatisfeito com o grau de infecção de um hospital e está tentando enviar uma mensagem dsse problema. Com o tempo se esgotando, e um pequeno deslize da equipe local, os agentes finalmente chegam à assassina. E o interrogatório final de Sam com a ‘mulher vazia e sem coração” é muito bom, e pessoal, eu diria.

Notamos, então, uma grande diferença entre o “chefe” de Suspect Behavior e o agente Hotcher da série original de Criminal Minds. Sam não só tem sérios problemas com limite, mas seu lado emotivo está o tempo todo em alta. Seja ao confortar uma vítima ou ao interrogar o vilão. Enquanto Hotchner é bem mais técnico, tudo em Cooper exala empatia. Admito que o olhar tristonho do Forrest Whitaker às vezes é demais e cansa, mas até aí demorou algum tempo para o Hotchner sorrir também. O ponto em comum dos dois ‘chefes’: o trabalho em excesso, como já começou a ser tratado nesse último episódio. Só esperamos que o Cooper não precise de um drama tão grande na vida dele, como o que o Hotcher passou, para entender a importância de diminuir a hora extra.

Enfim, ainda não decorei o nome de todos os novos agentes, além do ‘Prophet’. E costumo chamá-los de ‘a loira’, o ‘inglês charmoso’, a ‘morena carrancuda’ e por aí vai…mas no próximo episódio vou me esforçar para lembrar como se chama cada membro da equipe. Porque depois de um episódio tão bom, vale a pena.

Espero que outros fãs estejam fazendo a mesma aposta, diferente do que eu tenho lido em fóruns de discussão, que estão repletos de crítica aos atores.

**Rose’s Theme, do soundtrack do Titanic**

2 Respostas to “Agora vai, espero!”

  1. Gisele 27 de dezembro de 2011 às 01:13 #

    Oi! Tenho acompanhado a série e gosto mt. Deixo gravando e assisto depois… e imagine qual foi minha reação ao perceber o “continua” no final?!?!?! E pior: Estou esperando até agora… Houve episódio 14? Pq n tenho gravado,já entra a temporada seguinte e não consigo assistir na net! Sei que a agente n morreu pq ela “continua” na temporada seguinte, mas qual foi o desfecho?????? Aguardo ansiosamente a resposta…

    • Giuliana Bianchini 27 de dezembro de 2011 às 03:38 #

      Olá, Gisele. Infelizmente não trago boas notícias. Criminal Minds: Suspect Behavior foi cancelado no episódio 13, e não há previsão para que retomem a série. Assim como você fiquei aflita com esse final, de tiver notícias de algum retorno, aviso!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: