Quando a Lisbon rouba a cena

24 fev

Série: The Mentalist
Episódio: #15 – Red Gold
Temporada:
Canal de Exibição: CBS
Estrelas: 2 em 5.

 

Estava para ver um episódio de The Mentalist em que minha atenção não ficasse completa e totalmente voltada para Patrick Jane (Simon Baker). Antes tarde do que nunca, esse dia chegou.

O último episódio do seriado exibido pela CBS, que trouxe o nome de Red Gold, o destaque ficou por conta da queridíssima Robin Tunney (que vive a agente Teresa Lisbon no enredo)  que durante a trama, recheada de  mineradores, mistérios, mortes e sotaques, quebra o pé e precisa passar o dia dentro da CBI.

Dentro de delegacia e praticamente sem o que fazer a agente faz um papel quase cômico ao precisar lidar com o caso fora das cenas do crime. O enredo, no entanto, não pára por ai, a chefe do departamento, Madeline Hightower, uma mulher nada simpática,  vai ás ruas com Patrick para tentar solucionar o caso.

Aliás, acho que o papel de Hightower valer um destaque aqui neste post. Quando a nova chefa assumiu a CBI (em função do assassinato do chefe anterior, por uma comparsa do Red John) eu achei que teríamos uma boa trama envolvendo a novata.

Isso não aconteceu. Ainda sem identidade, Madeline é apenas uma personagem durona, sem grandes espaços e com pouquíssima simpatia. Neste último episódio, os filhos dela até aparecem, e fica um pouco mais evidente qual é a situação da personagem em sua vida pessoal. Mas nada muito encantador.

Quem também sumiu da série foi agente Kimbal Cho que, com suas esquisitas camisas sociais de manga curta, tem feito alguma falta. Esse é, aliás, o grande defeito de The Mentalist. Com um pano de fundo excelente para um enredo que traz um caso por episódio, as vezes tenho a sensação que os roteiristas perdem um pouco o fio da meada, e esquecem os assuntos pendentes.

Mas, isso tudo sou eu apenas sendo ranzinza. The Mentalist continua sendo uma das minhas séries favoritas, continua com uma audiência altíssima nos Estados Unidos e Patrick Jane, pra mim, continua sendo só amor, só.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: