Um serial killer no jardim de infância

26 out

Assistir Criminal Minds sempre me traz alguma expectativa. Como fala-se sempre de casos isolados, fico me perguntando toda semana qual serão as características, modus operandi, motivações e pontos fortes do assassino em questão.

E dessa vez não me decepcionou, o episódio número cinco da tempordada número seis que traz o nome de Save Haven vem com um enredo bem amarrado e fala de um assunto pouco tateado na série, mas de profunda importância no meio de assassinos em série: Infância.

Tentar entender a infância do assassino em questão pode não justificar nenhum dos atos dele, mas pode dar uma explicação de por onde tudo começou. E, nesse episódio em questão, o tema é abordado de maneira ampla e profunda.

Deixo a ressalva apenas para uma questão, a menina Ellie (Isabelle Murad) que reapareceu na série depois do desfecho entre quinta e sexta temporada. De fato eu não gosto da atriz. A menina não me convenceu desde sua primeira aparição.

Na minha opinião, ou a personagem terá uma grande virada e se mostrará uma assassina em série, o que justificaria a falta de emoção ou emoção as avessas vividas nos outros episódios, ou é simplesmente uma escolha ruim de elenco.

De qualquer forma, a Ellie reaparece neste episódio, numa tentativa de explicar como a infância conturbada pode afetar o crescimento de uma criança. (Para quem não sabe, a Ellie foi seqüestrada pelo mega serial killer que aparece no último episódio na quinta temporada, e volta no primeiro da sexta para dar o desfecho trágico do enredo).

A parte a atuaçao da Isabelle, aposto nesse como o melhor episódio de Criminal Minds desta temporada. A história é boa, o elenco fixo está redondinho e o roteiro continua em um ritmo que segura o telespectador.

A forma de tratar a infância é profunda mas não clichê e não deixa o telespectador nem com dó da criança, nem culpando completamente pelos atos. Muito digno.

A expectativa agora é que acertem também a entrada de um grande desafio mental aos nossos agentes da Behavioral Analysis Unit (BAU).  Desde o episódio 100, na quinta temporada, ao fãs ainda esperam um grande vilão, como era o Reaper. Serial Killer onívoro que aterrorizou a vida de Hotchnner, personagem de Thomas Gibson.

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: